top of page
  • Caroline Marcon

FORBES: Deu match? Testes de comportamento indicam se seu perfil tem a ver com sua carreira

Empresas usam testes de comportamento para analisar quais candidatos se encaixam melhor na função para a qual estão sendo selecionados.

Matéria de Gabriela Guido para Forbes


Presentes em processos seletivos, os testes de comportamento oferecem um panorama para que os recrutadores analisem o candidato. Basicamente, ajudam a entender se o perfil daquela pessoa tem a ver com a vaga oferecida. Pessoas extrovertidas, por exemplo, podem se encaixar melhor em funções com maior contato com os colegas ou com clientes e o público.

Mas não é só para a empresa que um teste que mapeia o perfil do candidato pode ser útil. Saber onde estão seus pontos fortes ajuda a encontrar um direcionamento para sua carreira. “Quanto mais seu trabalho estiver alinhado com as suas características de personalidade, maior a probabilidade de alto desempenho e realização profissional”, diz Caroline Marcon, consultora de carreira. “Um dos principais propósitos dos testes de personalidade é o autoconhecimento.”


Importante lembrar que teste de comportamento não é sentença. Funciona mais como uma ferramenta para encontrar caminhos profissionais ou se ajustar a cenários. “O principal ponto nessa questão é identificar quais são suas motivações e seus objetivos, saber onde você precisa se desenvolver e o que você topa fazer para desenvolver essa competência”, explica Gian Sperati, diretor de RH da HR Tech Gupy.


Conheça os principais tipos de testes de comportamento disponíveis e o que cada um deles avalia do seu perfil.


Modelo DISC – JobConvo

O teste DISC, sigla que denomina os quatro tipos de personalidade primárias, apresenta ao usuário diferentes situações que ele pode encontrar em um contexto profissional. Com base nas respostas, as pessoas são classificadas em um dos quatro perfis: dominância, influência, conformidade e estabilidade. Entenda o que significa cada um deles:

  • Dominância: dão prioridade à obtenção de um resultado final por meio de controle e da assertividade. Elas tendem a buscar desafios e a ser diretas;

  • Influência: exercem maior persuasão sobre outras pessoas e tendem a ser melhores para estabelecer relacionamentos. Elas geralmente são as mais extrovertidas, entusiasmadas e propensas a animar os outros;

  • Conformidade: tende a colocar ênfase na precisão e na qualidade. São pessoas analíticas, cuidadosas, sistemáticas e perfeccionistas;

  • Estabilidade: priorizam o trabalho em equipe e são mais confiáveis, além de pacientes e são motivadas pela ordem e pela lógica.

Faça o teste aqui.


Profiler – Sólides

O profiler, mais especificamente aquele desenvolvido pela empresa de serviços de RH Sólides, une 7 metodologias de mapeamento de perfil, como a DISC. Ele analisa mais de 50 informações de um profissional com base em quatro perfis comportamentais criados a partir dos perfis primários do modelo DISC: executor, comunicativo, analista e planejador. Conheça cada perfil, segundo o teste da Sólides:

  • Executor: tem características de pessoas que se identificam com a liderança, tendo a dominância como a principal delas. É uma pessoa que procura desafios e é autoconfiante;

  • Comunicativo: se destacam nas habilidades interpessoais, no dinamismo e na autonomia. Tendem a conseguir conectar assuntos com facilidade e rapidez;

  • Analista: são eficientes e estão em constante busca de altos padrões e da perfeição. Por isso, se dão melhor em trabalhos de pesquisa;

  • Planejador: são mais calmos, centrados, empáticos e formam relacionamentos fortes, além de gostar de rotinas organizadas.

O teste está disponível aqui.


Metodologia MBTI – 16 Personalities

O 16 Personalities avalia tanto atributos relacionados à vida profissional quanto à parte pessoal com a concordância ou discordância do indivíduo às afirmações apresentadas no teste. A sua metodologia MBTI considera que existem quatro maneiras opostas de pensar e agir, chamadas de dicotomias: extroversão e introversão, razão e sentimento, sensorial e intuição e julgamento e percepção.

Com os resultados e os parâmetros da sua metodologia, ele atribui as pessoas a um dos 16 tipos de personalidade que se dividem em quatro principais temperamentos: analistas, exploradores, sentinelas e diplomatas. Entenda cada um deles:

  • Analistas (são divididos em arquiteto, lógico, comandante e inovador): tendem a ser criativos, curiosos, estratégicos e determinados;

  • Exploradores (virtuoso, aventureiro, empreendedor e animador): eles são práticos, dinâmicos, espontâneos e que gostam de coisas novas e de se arriscar;

  • Sentinelas (cônsul, executivo, prático e defensor): tendem a ser pragmáticos, dedicados, leais, bons gestores, atenciosos e sociáveis;

  • Diplomatas (se dividem em apoiador, protagonista, mediador e ativista): são pessoas geralmente inspiradoras, idealistas, animadas e altruístas.

Assim, uma sigla que avalia em qual espectro de cada dicotomia você está e uma persona – caracterizada por uma profissão ou característica – são atribuídas ao seu tipo de personalidade. Enquanto os protagonistas são, segundo a plataforma do 16 Personalities, mediadores e lideranças carismáticas que atraem seu público, os arquitetos são analistas e pensadores criativos e que têm sempre uma estratégia.


O 16 Personalities pode ser feito gratuitamente aqui.


Avaliação Big 5 – Gupy

O teste de personalidade Big 5 identifica os traços de cinco diferentes dimensões do perfil de uma pessoa a partir de como ela se comporta e reage a determinadas situações. Os traços identificados por esta metodologia são: necessidade de estabilidade, extroversão, originalidade, consolidação e acomodação. A partir disso, um empregador ou o próprio indivíduo podem avaliar o grau de cada traço de personalidade que aparece em seu perfil por meio de um gráfico.


O teste está disponível na página da Gupy.

Comments


bottom of page